Distribuições

Ôlas Navegante.

Software livre é um livro onde toda a humanidade pode escrever, distribuir, modificar e se quiser, atear fogo. Pode-se mudar o final matando o personagem Paulo ao invés do Euclides e redistribuir o livro com outro titulo. Software livre é um livro com códigos de computadores que fazem qualquer componente funcionar (celular, tablet, carros, geladeiras, etc).

anime-linux-distros-small

Distribuição Linux seria a editora e distribuidora deste livro. Incluída alterações suas no enredo. É como se uma distribuição GNU/Linux pegasse o livro e fizesse a encarnedação, revisão, indíce e figurasse para que o receba. Nada também o impede de pegar este livro com todo o acabamento e alterar a história para redistribuir. Inclusive com outro titulo. Isto em um completo ciclo livre de desenvolvimento.

Não existe desenvolvimento social sem tecnologia. Hoje somos uma sociedade tecnologica. Como não existia desenvolvimento social sem direitos humanos. O Brasil só pode prosseguir com seu desenvolvimento social sobre o software livre. Ou continuará sendo polido com licenças de uso dos software copyright (patentes de software). Como o caso dos Tucanos da Embraer que os USA barrou a venda para a Venuzela.

Intrissicamente está imposivito que a grafia correta de distribuições Linux é distribuições GNU/Linux. Ao ouvir Linux, por favor, corrija quem for que o correto é GNU/Linux. Não quero ser muito técnico, então: gnu.org/gnu/why-gnu-linux.pt-br.html.

Agora, existe o GNU sem o Linux. Veja o FreeBSD, etc e tal e para não me alongar: wikipedia.org/wiki/GNU_variants. GNU/Linux!

O que diferencia, em primeira vista, uma distribuição GNU/Linux de outra são os aplicativos instalados e pré-configurados por padrão. Porém examinando um pouco mais, observa-se algumas outras diferenças, entre elas como é gerenciado a instalação, atualização e remoção de pacotes. Digo pacotes, porque em distribuições GNU/Linux o arquivo de instalação de um programa é chamado de pacote. Ao contrário de outros Sistema Operacionais, como Windows, não é necessário procurar sítios para baixar e instalar programas. Todos os pacotes (programas) ficam armazenados em uma central que chama-se repositórios (canais de software).

Portanto, nos aspecto de pacotes o que muda de distribuição para distribuição é:

  • A forma de gerenciamento de pacotes (APT, YUM, …);
  • Os aplicativos instalados e configurados em uma instalação padrão;
  • Lista de programas (e suas versões) disponíveis nos repositórios oficiais.
  • Os critérios para avaliação de licença de código que será/está nos repositórios [1].

Outro ponto sobre diferenças de distribuições é o tempo de suporte em atualizações de segurança e correção de bugs. Por todos os pacotes estarem em uma central (repositórios), toda atualização é feita automaticamente. Isto difere o GNU/Linux do Windows, já que no sistema operacional da Microsoft a atualização de cada programa é feita individualmente. Este suporte de atualizações é que chamamos de “life cycle” (tempo de vida) de uma Distribuição. Na Debian (prefiro o gênero feminino para Debian) é aproximadamente 2 anos. Para Fedora, 13 meses. Ubuntu 18 meses e Ubuntu LTS 3 anos para desktops.

Mas, um dos principais pontos para mim é o suporte da comunidade. Sim, existe vida depois de Marte. Em todas as distribuições aqui citadas (Debian, Ubuntu e Fedora) existe uma comunidade ativa e disposta a ajudar. Em meu inicio foram as pessoas destas comunidades que me ensinaram e hoje retribuo o conhecimento adquirido repassando o que aprendi. Mas existem particularidades de uma comunidade para outra, umas são mais voltadas realmente para desktop, outras para servidores; umas mais técnicas e outras para usuários finais (user freind).

Ainda pode-se chegar a diversos outros aspectos que diferenciam uma distribuição, mas acredito que as principais estão descritas. Uma lista das principais distribuições pode ser vista no sitio do DistroWatch. No mais, Navegante que está chegando agora, é realmente instalando e usando para chegar a uma preferida. Ou não, eu pessoalmente gosto de conhecer como anda outros projetos de vez em quando ;)

— Abraços, Zandre.

Referências:

  • http://www.debian.org/
  • http://www.fedoraproject.com
  • http://www.ubuntu.com
  • CAMPOS, Augusto. O que é Linux. BR-Linux. Florianópolis, março
    de 2006. Disponível em [http://br-linux.org/faq-linux].
    Consultado em 01/02/2010.
  • CAMPOS, Augusto. O que é uma distribuição Linux. BR-Linux.
    Florianópolis, março de 2006. Disponível em [http://br-linux.org/faq-distribuicao]. Consultado em 01/02/2010.